Escrito em por & arquivado em Brasil no clima.

?O que a gente gostaria de ver é essa mesma empolgação com relação à Amazônia, que é um mundo sem fim e ainda inexplorado que o Brasil poderia explorar.? A frase é do coordenador da Campanha de Florestas do Greenpeace. ?O que a gente gostaria de ver é a Amazônia não só servindo como tema de debate ambiental e de manifestações, mas de ver um plano do governo dizendo o seguinte: aqui nessa região da Amazônia, nós vamos desenvolver a extração de madeira responsável, aqui nessa região vamos ter o desenvolvimento de pesquisa e, nessa outra, de ecoturismo, por exemplo?, listou em entrevista ao programa Revista Brasil, da Rádio Nacional.

No início da semana, Fabio Feldman também tomou a empolgação com o pré-sal como tema de seu discurso no primeiro evento de Consulta Pública sobre proposta do OC para a Política Nacional de Mudanças Climáticas. “Enquanto o mundo todo está correndo para descarbonizar a economia, o Brasil, que tem uma matriz energética considerada limpa, avança na contramão e aposta no petróleo do pré-sal.” Ontem, o Terra Magazine publicou um artigo de Feldman sobre essa questão. Leia aqui. Eis a ponta de um iceberg … um iceberg que derrete

Jos Browning

Deixe um comentário

Você deve estar registrado para deixar um comentário.