Escrito em por & arquivado em Diversos.

Esse post é escrito em homenagem a Márcia Regina de Andrade, atropelada por um ônibus ontem, 14/1, em São Paulo enquanto pedalava sua bicileta na Avenida Paulista.

O acidente aconteceu após Márcia ser fechada pelo ônibus. Quem anda de bike pela cidade sabe que esse tipo de situação é muito comum. Márcia pedalava diariamente. Ou seja, já devia ter passado por situações como essa inúmeras vezes, mas nessa última não teve a mesma sorte das outras.

Seu apelo para que cidadãos, motoristas e o poder público assimilem a bicileta no espaço urbano – o Manifesto dos Invisíveis – foi mais uma vez ao chão. Enquanto isso, a cidade insiste em roncar seus motores em excesso, em negligenciar o convívio em harmonia, em manter costumes que acometem o planeta e as pessoas com quem convivemos, mesmo sem conhecer.

Fica um sentimento de profunda tristeza e de incoformismo. Mas também nosso compromisso renovado para que essa situação mude radicalmente.

Pela Márcia. Por Nós. Pelo Planeta

Ricardo Barretto, GVces

Deixe um comentário

Você deve estar registrado para deixar um comentário.