Escrito em por & arquivado em Diversos.

O Instituto Federal de Ciências Geológicas e Matérias Primas da Alemanha anunciou em 28/8 a descoberta de um bosque fóssil de cerca de 55 milhões de anos, na ilha de Ellesmere, um dos territórios mais ao norte do globo. Segundo os pesquisadores responsáveis pelo achado, há 55 milhões de anos grandes bosques cobriam o que hoje é o Ártico. Na época, América do Norte, Groenlândia e Europa estavam unidos em um mesmo continente e as atuais regiões polares não tinham gelo, e sim, clima subtropical.

A descoberta mostra como ainda desconhecemos o planeta em que vivemos, desde a biodiversidade fossilizada do passado até as inúmeras espécies de hoje que desaparecem pela degradação ambiental, antes mesmo que se tome conhecimento de sua existência.

Mostra também a intensidade da mudança climática que estamos impondo à Terra. Nesta semana também foi anunciado pelo governo norte-americano que o gelo sobre o Oceano Ártico está próximo de bater o recorde do ano passado, quando encolheu mais de um milhão de quilômetros quadrados. E em breve, o verão em que não haverá mais gelo na região. Do jeito que a coisa vai, chegará o dia em que o Ártico voltará a ter um clima subtropical. Enquanto o resto do globo afunda sob o mar que se eleva pelo degelo.

Deixe um comentário

Você deve estar registrado para deixar um comentário.