Escrito em por & arquivado em Diversos.

Base argentina bate recorde de temperatura, com 17,5o C registrados nesta semana; é o maior calor já medido no continente

birdsPinguins-de-papua (Pygoscelis papua) em praia na região da Península Antártica

 

Não se fazem mais continentes gelados como antigamente: nesta semana, uma base argentina na Antártida registrou a temperatura mais alta já medida em toda a história do continente, 17,5oC. O recorde aconteceu na última terça-feira na base Esperanza, na pontinha do continente mais próxima da América do Sul. No mesmo dia, outra base argentina, Marambio, situada numa ilha próxima, registrou uma máxima de 17,4oC.

Ambas as estações ficam na Península Antártica, mesma região que também abriga a estação brasileira Comandante Ferraz. A informação foi dada pelo blog americano Weather Underground.

A Península Antártica é um dos lugares do planeta que mais aqueceram no último século: mais de 3oC desde a década de 1940, ou mais de três vezes mais do que a média mundial. Os cientistas acham que há dois culpados pelo fenômeno: o aquecimento global e o buraco na camada de ozônio, que “aprisiona” o ar frio no centro do continente e ajuda a esquentar ainda mais sua periferia. Isso tem ocasionado o colapso de plataformas de gelo e uma série de mudanças no ecossistema, como declínios locais de populações de pinguim que dependem do gelo para se alimentar.

O glaciologista brasileiro Jefferson Simões afirmou ao OC que o calor recorde não surpreende: segundo ele, fevereiro e março viraram a “estação chuvosa” de uma região onde as máximas não costumam (ou não costumavam) ultrapassar os 10oC.

Deixe um comentário

Você deve estar registrado para deixar um comentário.