Escrito em por & arquivado em COP, Economia e Clima, Negociações Internacionais, Política e Clima.

Por Bruno Toledo (OC)

climate fundSem garantias financeiras, as negociações para o novo acordo climático podem fracassar na Conferência de Paris, em dezembro de 2015, afirmou ministro indiano 

Para Prakash Javadekar, ministro do meio ambiente da Índia, o caminho para o novo acordo climático depende da capacidade dos países mais ricos de contribuir para transferência de tecnologias verdes e de recursos para as nações mais pobres.

O Green Climate Fund (GFC), fundo financeiro criado para apoiar esforços de países em desenvolvimento na questão climática, já iniciou o seu processo de capitalização. Os primeiros compromissos de capitalização deverão ser feitos até novembro, e a cúpula climática convocada por Ban Ki-Moon para setembro tem como um de seus objetivos incentivar os países mais ricos a contribuir no fundo climático.

Um dos compromissos assumidos pelas nações mais ricas na Conferência do Clima de Copenhague, em 2009, foi a capitalização crescente do GFC, de forma que o volume de recursos destinados para apoiar esforços em clima somassem US$ 100 bilhões ao ano a partir de 2020.

Christiana Figueres, secretária executiva da UNFCCC, e Manuel Pulgar-Vidal, ministro peruano do meio ambiente e presidente da próxima conferência, a COP20 de Lima, defendem uma capitalização inicial de US$ 10 bilhões. Já alguns países em desenvolvimento e o próprio chefe do GFC defendem a soma inicial de US$ 15 bilhões a partir de 2014.

Mas ainda persiste a tensão entre países desenvolvidos e países emergentes no que diz respeito à capitalização do Fundo. Nações como Brasil, Índia e China não participaram de encontro recente do GFC, que reuniu governos interessados em contribuir para o Fundo. Mesmo assim, países que não figuram como emergentes, como Colômbia, Peru e Costa Rica, participaram do encontro do GFC, num esforço para quebrar a velha divisão entre países desenvolvidos e em desenvolvimento.

Com informações do portal RTCC.org

Deixe um comentário

Você deve estar registrado para deixar um comentário.