Escrito em por & arquivado em Ciência do Clima, Política e Clima.

Por Bruno Toledo (OC)

glacier meltO Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) começa a se reunir nesta segunda-feira (24) para finalizar a segunda parte do 5º Relatório de Avaliação (5AR). O texto, que será apresentado no próximo dia 31, deve trazer um panorama sombrio sobre os impactos das mudanças do clima para as próximas décadas.

Na semana passada, rascunhos do resumo desse volume vazaram na internet e anteciparam um pouco dos prognósticos que o relatório deve apresentar.

De acordo com esses rascunhos, centenas de milhões de pessoas serão forçadas a migrar por causa de inundações costeiras que afetarão suas terras com o aumento do nível do mar. Essas migrações poderão trazer maior risco de violência e conflitos em continentes como Europa e Ásia.

Outro desafio que emergirá é a segurança alimentar, num cenário em que o clima severo poderá reduzir o rendimento médio das lavouras em pelo menos 2% por década, enquanto a demanda por alimentos deverá subir 14% por década até 2050. As perdas econômicas podem chegar a quase US$ 1,4 trilhão, cerca de 2% do Produto Interno Bruto (PIB) global.

O acesso à água também pode se tornar ainda mais problemático do que é atualmente. Por um lado, o aumento de temperatura global poderá restringir o volume de água que as pessoas consomem atualmente – para cada aumento de 1º C de temperatura, mais 7% da população global vai ficar com 1/5 do acesso que tem à água atualmente. Por outro, a população vulnerável a inundações causadas por rios aumentará em três vezes até 2050.

O segundo volume do relatório e seu resumo executivo deverão ser oficialmente apresentados na próxima segunda, em Tóquio (Japão).

Deixe um comentário

Você deve estar registrado para deixar um comentário.