Escrito em por & arquivado em Diversos.

A primeira semana de negociações no Qatar National Convention Centre, em Doha, mostrou que muito precisará ser obtido na próxima semana, inclusive durante o segmento ministerial, para que a COP-18 não seja considerada apenas mais uma oportunidade perdida no processo político internacional sobre mudanças climáticas. A agenda de discussão política avançou pouco, especialmente nos tópicos mais importantes, como as metas de redução de cada Parte no segundo período de compromisso do Protocolo de Quioto, que começará em janeiro de 2013, e a questão do financiamento de atividades de mitigação em países em desenvolvimento. Além da agenda, a liderança política do processo de negociação também tem sido tímida, especialmente por parte do anfitrião Catar. Soma-se a isso a polêmica levantada pela escolha da Polônia – um dos países que estão dificultando as negociações recentes em clima nas Nações Unidas e na União Europeia – para receber a COP-19 no próximo ano.

© sallie_shatz/Flickr

Manifestação em Doha (© sallie_shatz/Flickr)

Leia mais aqui.

Bruno Toledo, GVces

Deixe um comentário

Você deve estar registrado para deixar um comentário.