Escrito em por & arquivado em Diversos.

No final da primeira semana de negociação em Doha, Nova Zelândia, Estados Unidos e Canadá foram “premiados” mais uma vez nesta sexta-feira com o Fóssil do Dia. Para a Climate Action Network (CAN), responsável pela “premiação”, os governos norte-americano e neozelandês não desejam avançar em regras de contabilidade comum nesta COP-18, o que pode impedir o entendimento sobre pontos essenciais para o funcionamento do segundo período de compromisso do Protocolo de Quioto, a partir do começo de 2013. Nova Zelândia e Estados Unidos têm defendido uma postura pragmática na negociação destas regras, o que pode dificultar o funcionamento do sistema de Quioto, aponta a CAN.

O segundo colocado de hoje foi o Canadá, bastante criticado na última quarta-feira após declarar que os recursos do país para financiar atividades de adaptação em países em desenvolvimento diminuiriam, ao mesmo tempo em que não deseja estabelecer metas de redução mais ambiciosas para o segundo período do Protocolo. Nesta sexta-feira, a delegação canadense também se mostrou reticente quanto ao suporte às NAMAs (Ações de Mitigação Nacionalmente Apropriadas). Para a CAN, além de romper com práticas já constituídas, o governo canadense destrói a confiança dentro das negociações.

Bruno Toledo, GVces

Deixe um comentário

Você deve estar registrado para deixar um comentário.