Escrito em por & arquivado em Diversos.

Estande da Polônia, já como futura anfitriã da COP-19, no Qatar National Convention Centre. © WWF/ Matthias Beyer

Anfitriã da próxima Conferência do Clima, a Polônia foi a “premiada” nesta quinta-feira em Doha com o Fóssil do Dia. Segundo a Climate Action Network, o “reconhecimento” do prêmio se deve à postura do governo polonês de minimizar a polêmica com a União Europeia sobre o excedente de emissão dentro dos limites estabelecidos pelo Protocolo de Quioto para o seu primeiro período de compromisso.

Em Doha, a Polônia, junto com a Rússia e a Ucrânia, tem pressionado os demais negociações para que estes excedentes – resultantes basicamente do desaquecimento econômico de diversos países europeus durante o primeiro período de compromisso – possam ser utilizados no segundo período, a partir de janeiro de 2013. Dentro da União Europeia, o governo polonês refuta o estabelecimento de metas mais altas para redução de emissões e a possibilidade do bloco descartar as emissões excedentes como forma de aumentar os preços do mercado de carbono continental (EU-ETS).

A Rússia foi a segunda colocada do dia, devido à confirmação oficial de que o país não assinará o segundo período de compromisso do Protocolo de Quioto. Segundo a CAN, esta postura do Kremlin impedirá o país de fazer parte de projetos de Implementação Conjunta no futuro, o que pode resultar em efeitos negativos na economia e no desenvolvimento de uma economia de baixo carbono no país.

Bruno Toledo, GVces

Deixe um comentário

Você deve estar registrado para deixar um comentário.