Escrito em por & arquivado em Brasil no clima.

Durante conferência de imprensa do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, um jornalista perguntou a Achim Steiner, diretor executivo do Pnuma, sobre o impacto do Código Florestal aprovado esta semana no Brasil para as florestas do país e as emissões globais.

Steiner disse que o Brasil tem sido um dos maiores mitigadores de emissões no planeta, por meio das iniciativas de redução de desmatamento – principal fonte de GEE no Brasil. Mas salientou que, apesar de questões domésticas não fazerem parte do espectro das negociações e da atividade da ONU, algumas diretrizes da nova lei brasileira são preocupantes.

Por fim, lembrou que o texto do novo Código Florestal ainda passará pelo Congresso Nacional e que a última etapa do processo é a sanção presidencial. “A presidente Dilma ainda pode vetá-lo”, concluiu Steiner.

Ricardo Barretto, GVces

Deixe um comentário

Você deve estar registrado para deixar um comentário.