Escrito em por & arquivado em Diversos.

O primeiro dia da COP16 começou com um congestionamento de 2 horas para percorrer os 30 km que separam a zona hoteleira de Cacún Messe, espaço recém construído para abrigar os eventos paralelos e as delegacoes. A impressão era que a convenção já estaria bem movimentada, mas a realidade foi bem diferente. O dia foi no máximo morno, indicativo de que  muita gente vai passar muito tempo dentro dos ônibus das convenção nós próximos 11 dias…

Ocorreram poucos side events e os espaços das delegacoes estavam vazios. No evento oficial a plenária de abertura durou até o meio da tarde, muito tempo para cordiais trocas de comprimentos e elogios entre delegacoes antes de iniciarem o tradicional xadrez diplomático.

Foi um ótimo dia para reconhecimento dos espaços, mapeamento dos stands e logística de transporte. A logística por sinal me chamou a atenção pela ineficiência, ótimo exemplo do que não fazer em um mundo que busca a economia de baixo carbono. Este ano a UNFCCC resolveu alocar o evento paralelo e o oficial em locais diferentes, distantes 8 km um do outro. O primeiro ocorre no Cancún Messe e o segundo no Moon Palace (veja o mapa no link abaixo). A justificativa, segundo eles, é a segurança!?

http://unfccc.int/resource/docs/2010/cop16/od1.pdf

Os motivos reais para esta separação me remetem aos incidentes ocorridos em Copenhagem. A força demonstrada pela sociedade civil pressionando seus representantes por um acordo legalmente vinculante na COP15 parece ter deixado os organizadores bem traumatizados, e o que se vê aqui parece uma tentativa de blindagem das negociações oficiais.

Nos tempos da mídia social, estou certo de que o mundo ficara sabendo quase que em tempo real tudo o que ocorrer nas plenárias de Cancun. Só espero que a falta do “corpo a corpo” nao permita que o clima continue morno lá dentro. O comodismo de uma COP considerada sem brilho não pode contaminar os negociadores, ha muito em jogo e sem duvida eles sabem bem disso.

Roberto Strumpf, GVces

Deixe um comentário

Você deve estar registrado para deixar um comentário.