Escrito em por & arquivado em Diversos.

Nagóia – Enquanto no Brasil era 10 horas da noite de domingo, do outro lado do mundo, na cidade de Nagóia, no Japão, começou às 10 horas da manhã a 10ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB) da Organização das Nações Unidas, ou como é mais conhecida, a COP 10 de biodiversidade.

De hoje até 29 de outubro, representantes de governos de 193 países do mundo estarão reunidos nesse centro de conferência para debater ações que devem ser tomadas nos próximos dez anos para proteger a vida no planeta.

Seis pessoas da equipe do WWF-Brasil, entre elas, eu, viemos para Nagóia para acompanhar de perto as negociações, pressionar autoridades para fazerem um acordo ambicioso para conservar a biodiversidade e também deixar nossos leitores informados sobre como é o processo de negociação na COP, o que está acontecendo por aqui e quais serão os resultados da conferência.

Brasil, Mongólia, Eslovênia, Tailândia, Peru, Honduras, Gana, Uganda, Haiti, Mônaco, Indonésia, Cuba, Líbano, China, são apenas alguns dos países representados aqui. Sentada numa mesa em um espaço ar livre – onde os participantes da COP se encontram nos intervalos entre eventos na plenária, eventos paralelos e discussões dos grupos de trabalho oficiais – olho para um lado e vejo um grupo de senegaleses conversando, do outro, indianos, e na mesa atrás de mim, alemães. E o que é mais curioso, todos eles comendo arroz com alga recheados com uma espécie de pasta de salmão.

É confortante pensar que todas essas pessoas estão aqui com um objetivo comum: conservar a biodiversidade do planeta; buscar um mundo com maior equilíbrio entre o homem e a natureza.

Hoje, aconteceu a abertura oficial do evento e, no período da tarde, (além de diversos eventos paralelos organizados por organizações e governos presentes) os representantes dos países se dividirão – conforme seus interesses – em dois grupos de trabalho para debater e começar a avançar nas negociações sobre 1) as metas de conservação da biodiversidade estabelecidas para 2010 e o Plano Estratégico que definirá as ações de conservação nos próximos dez anos e 2) as “águas marinhas” (Inland Waters) e montanhas.

No fim da tarde acontecerá o evento de confraternização da abertura, que depois eu contarei como foi.  Até lá. E enquanto isso, torçam pela inspiração dos líderes mundiais para chegarem a um acordo pelo bem da natureza e da vida.

Ligia Paes de Barros
WWF Brasil

Durante toda a COP 10, nossa equipe irá enviar posts como estes, com informações exclusivas, observações, curiosidades e fotos do evento, diretamente de Nagóia. Acompanhe!

Deixe um comentário

Você deve estar registrado para deixar um comentário.