Escrito em por & arquivado em Diversos.

Depois de receber ontem do OC documento que lista pontos considerados fundamentais a serem endereçados pela delegação brasileira nesta COP, a ministra Dilma Rousseff sentou hoje com representantes de ONGs, todas integrantes do Observatório, para discutir proposta de REDD solicitada por ela ainda no dia de ontem. O documento, que teve elaboração coordenada pelo Greenpeace Brasil, está disponível aqui.

As discussões sobre REDD são fundamentais para o Brasil pois podem potencializar o financiamento e as políticas públicas voltadas para conservação florestal no país. O texto que vinha sendo negociado até o fim da noite de ontem era considerado muito bom pelas ONGs, mas na madrugada houve uma reviravolta, com ação da Colômbia e dos Estados Unidos que alterou por completo o texto.

Em conversa com as ONGs, a chefe da delegação brasileira na COP-15 aprovou todos os pontos levantados pelo documento e disse que acredita na revisão do atual texto em negociação. Dilma Rousseff também afirmou que, se preciso, conversará pessoalmente com a delegação dos Estados Unidos para garantir um texto final sobre REDD que leve em consideração os pontos apresentados pelas ONGs.

Durante a reunião foi comentada a informação de que amanhã haverá uma votação do PL 6424 que altera o Código Florestal. Imediatamente a ministra telefonou para a Secretaria de Relações Institucionais orientando que o PL fosse retirado da pauta, já que vai contra a posição que o governo defende na COP.

Todo o episódio aconteceu um dia após a ministra ter feito um pronunciamento na COP afirmando que o meio ambiente é um empecilho ao desenvolvimento.

Leia aqui relato de André Ferretti, coordenado do OC, sobre a reunião.

Ricardo Barretto

Deixe um comentário

Você deve estar registrado para deixar um comentário.